Plataforma Municipal de Apoio à arte contemporânea

Porto.

PLÁKA reúne projetos que consubstanciam a política municipal de apoio à prática artística contemporânea no Porto, dando forma às iniciativas Aquisição, Colectivos Pláka, Anuário, Criatório, Shuttle e Inresidence.
Mediando processos de criação, reflexão e investigação em diferentes territórios da arte contemporânea, constitui-se enquanto plataforma de síntese, e análise, de medidas de apoio a artistas e agentes culturais e da sua articulação com a política cultural do município.
A plataforma PLÁKA é uma iniciativa da Câmara do Porto.
 
    • EQUIPA
       
      Presidente da Câmara do Porto
    • Rui Moreira

      Diretora Executiva
      Sílvia Fernandes

    • Coordenador de Programação
      Nuno Rodrigues

    • Gestora de Projeto
      Ana Brito

    • Coordenador de Comunicação e Edição
      Tiago Dias dos Santos

      Comunicação e Mediação de Públicos
      Diana dos Reis

    • Assistente Administrativa
      Cláudia Almeida

    • ÁGORA – CULTURA E DESPORTO, E.M.
      Presidente do Conselho de Administração
      Catarina Araújo

    • Administradores Executivos
      Ana Cláudia Almeida
      César Navio
       
    • Diretora Geral da Unidade Orgânica da Cultura
      Francisca Carneiro Fernandes
       
    • Diretor de Comunicação e Imagem
      Jorge Rodrigues
    •  
    •  
    •  

    •  
Porto.

InResidence

InResidence é uma plataforma que aproxima artistas a oportunidades de trabalho, na área de artes visuais e demais disciplinas artísticas, em espaços da cidade do Porto.
Os Ateliers Municipais são o mais recente eixo de apoio à criação artística contemporânea, composto por espaços de trabalho dedicados às artes visuais com rendas acessíveis e durante um período de 3 anos.A atribuição dos ateliers é decidida através de concurso com um júri externo.
As Bolsas Inresidence são um programa de financiamento a projetos de residência artística com a duração mínima de dois meses em Espaços de Residência não municipais. Os valores anuais de financiamento são diretamente atribuídos aos espaços gestores dos programas de residência, variando entre os 4000 e os 6000€, consoante a origem do artista seja nacional, europeia ou de fora da Europa.
  • BOLSAS INRESIDENCE
  • A Turma

     
    A Turma é uma estrutura de criações próprias no âmbito das artes performativas e audiovisuais.
    O seu repertório contempla peças de autores fundamentais da dramaturgia contemporânea; adaptações livres de clássicos, ensaios ou outros textos literários; nova dramaturgia e textos originais.
    Propõe-se criar memória das suas atividades através da realização de documentários, edição literária (textos originais e traduções), promovendo a circulação de espetáculos e a abertura das suas ações ao público, organizando conferências, entrevistas, laboratórios e residências artísticas. Provoca a cooperação entre criadores das mais diversas áreas do espetáculo, investindo na criação de conteúdos originais, defendendo condições dignas de trabalho para os artistas. A investigação cénica e dramatúrgica sobre a linguagem e as relações humanas são a sua mais forte premissa. Cria e explora estratégias de comunicação adequadas a cada produção, como parte essencial de um processo artístico, promovendo a criação de novos públicos 
  • CRL - Central Elétrica

     
    CRL - Central Elétrica é uma estrutura profissional de teatro/dança que desenvolve a sua atividade desde 1999 com direção artística de André Braga e Cláudia Figueiredo. Para além da produção e difusão das suas criações e de artistas associados, tem vindo a desenvolver a linha de acolhimento de artistas em residência de criação, visando objetivos de pesquisa, encontro, partilha e apoio à criação artística. A CRL - Central Elétrica tem o seu espaço de trabalho na antiga Central Eléctrica do Freixo, atual Cace Cultural do Porto.

  • DE LICEIRAS 18

     
    DE LICEIRAS 18 é um espaço experimental, independente e coordenado por artistas. Está localizado no centro histórico do Porto, numa antiga casa residencial. Todos os meses aloja um grupo de artistas que formam uma comunidade temporária dinâmica e em constante renovação. Serve também como plataforma para colaborações espontâneas, desenvolvimento técnico, feedback, sessões de música experimental, grupos de leitura, performance improvisada, cozinha em grupo, etc. A estrutura abre portas a muita flexibilidade, mas requer também uma participação responsável e envolvida por parte de todos os residentes.
  • Escola das Artes

     
    A Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa pretende afirmar-se como um “art center”, acentuando, para além da sua natural vertente académica e de investigação multidisciplinar, uma vocação de criação e divulgação de diferentes linguagens artísticas. Os artistas em residência na Escola das Artes irão concretizar uma exposição na galeria da Escola, assim como acompanhar, em regime de colaboração, os alunos e os seus projetos artísticos, num clima de “contágio” entre artistas e alunos.
  • Instituto

     
    O Instituto é um ponto de encontro de diversas formas de expressão cultural localizado num armazém recuperado na Rua dos Clérigos. O edifício original foi concebido na década de 1950 pelo reconhecido arquiteto e engenheiro Júlio de Brito, responsável por projetos marcantes nas redondezas, tais como o Teatro Rivoli, o Café Aviz e a Confeitaria Ateneia. Inicialmente, aqui funcionavam os armazéns farmacêuticos do Instituto Pasteur, num conjunto peculiar de pequenas naves industriais, precedidas por dois anexos e um pátio generoso. Tal como uma parte significativa do edificado do centro do Porto, este conjunto esteve abandonado durante várias décadas. Em 2017, foi adquirido pelo arquiteto Paulo Moreira, que ali instalou o seu atelier em 2018, após uma modesta e cuidada reabilitação. O Instituto surge como uma extensão interdisciplinar do estúdio.
  • KUBIKGALLERY

     
     A KUBIKGALLERY surge como espaço de divulgação de arte contemporânea e de representação de artistas portugueses e estrangeiros desde 2010. A galeria procura promover a exposição e circulação do trabalho dos seus artistas através da participação em feiras de arte internacionais e nacionais e da colaboração com outras entidades culturais e artísticas, desenvolvendo assim um intenso e dinâmico programa dentro e fora de Portugal. Desde 2015 que a galeria trabalha em proximidade com a cena artística contemporânea Brasileira, o que tem vindo a possibilitar o intercâmbio de artistas e diversas oportunidades para o enriquecimento dos seus percursos.
  • mala voadora

     
    mala voadora é uma companhia de teatro cuja ação, tendo como centro a produção de espetáculos, se estende tentacularmente a um conjunto de atividades de programação que tem lugar sobretudo no antigo armazém que ocupa no centro da cidade do Porto. A mala voadora foi fundada em 2003 por Jorge Andrade (encenador, ator e dramaturgo) e José Capela (cenógrafo e arquiteto), responsáveis pela direção artística.



  • Maus Hábitos

     
    Maus Hábitos é um espaço cultural independente com uma sala de espetáculos, sala de exposições, bar, restaurante e área de residência. É também sede da associação cultural Saco Azul, onde são apresentadas exposições, performances, instalações, projeções e sessões de conversa. O Maus Hábitos, juntamente com a Saco Azul, desenha projetos de residência, nacionais e internacionais, que surgem do desejo de criar um movimento de produção e de conexão com diversos espaços alternativos ou institucionais da cidade, como uma alternativa aos formatos de residência artística convencional.
  • Rua do Sol

     
    A Rua do Sol é um espaço independente e auto-organizado de experimentação e produção de novas linguagens e formas de expressão contemporâneas. Funciona como um núcleo de investigação cultural e plataforma para a criação interdisciplinar que encoraja os fluxos de ideias entre diferentes comunidades e fomenta a produção de pensamento crítico sobre o mundo que nos rodeia. A sua atividade está intimamente ligada ao contexto associativista do edifício em que se encontra, promovendo através de uma atividade regular de programação um ambiente de partilha e diálogo em que o debate conceptual e estético fortalece os laços de comunidade.
  • Sonoscopia

     
    A Sonoscopia é uma associação para a criação, produção e promoção de projetos artísticos e educacionais centrada nas áreas da música experimental, na pesquisa sonora e nos seus cruzamentos interdisciplinares com a literatura, dança, teatro e artes visuais. Foi criada em 2011 e já produziu mais de 500 eventos, criações próprias, atividades pedagógicas e publicações em cerca de 20 países europeus, Estados Unidos, Líbano, Brasil, Japão, Emirados Árabes Unidos e Tunísia.

 

01 / 10
  • José Manuel Mora

    José Manuel Mora

    Residência: A Turma

    julho – setembro 2021

    Projeto teatral inspirado no clássico de Petrónio Satyricon, a residência desenvolver-se-á em torno da criação textual com base nesta obra e da condução de um laboratório de formação/exploração cénica dirigido pelo dramaturgo José Manuel Mora e um/a encenador/a português/a, durante o qual ambos os criadores revisitarão, no palco, o texto criado.

    Natural de Sevilha, José Manuel Mora é dramaturgo. As suas peças foram traduzidas para inglês, francês, italiano, português, alemão, polonês e sérvio e estreadas em diferentes espaços culturais europeus de renome. Nos últimos anos, tem colaborado como dramaturgo com a companhias Peeping Tom (Bélgica) Total Brutal (Alemanha)
     
  • Alejandro Ahmed

    Alejandro Ahmed

    Residência: CRL – CENTRAL ELÉTRICA

    setembro – outubro 2021

    “Condução Óssea” propõe a criação de um objeto coreográfico que tensione a ficção para acessar outras políticas de construções de realidade. Uma residência sobre transdução e alteridade, pautada pela investigação da relação física/digital entre condutores táteis, microfones de contato, voz, luz, palavra e movimentos, atravessados por surdez e fragilidade óssea.

     Alejandro Ahmed é coreógrafo e diretor artístico do Cena 11 Cia. de Dança (Santa Catarina – Brasil). O seu campo de interesse está situado em novas definições para o conceito de coreografia, refletindo sobre termos como situação coreográfica, coreografia imaterial e dança generativa, presentes em 17 obras criadas entre 1994 e 2018.
  • Alice Miceli

    Alice Miceli

    Residência: Escola das Artes (UCP)

    junho – julho 2021

    Alice Miceli irá desenvolver um projeto de investigação já em curso, centrado nas representações fotográficas da paisagem, nomeadamente em zonas pós-conflito e onde foram deixadas minas terrestres, para refletir sobre a contradição entre a invisibilidade e a violência de tais dipositivos militares.

     

    O trabalho de Alice Miceli (Rio de Janeiro,1980) alterna entre o vídeo e a fotografia, partindo frequentemente da investigação de acontecimentos históricos e de viagens exploratórias, através das quais reconstitui vestígios culturais e físicos de traumas passados infligidos em paisagens sociais e naturais. A sua obra integra importantes acervos internacionais como o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Brasil), Cisneros Fontanals Art Foundation (EUA) e Moscow Biennale Art Foundation (Rússia).
     
  • Val Vargas & Julián Matta

    Val Vargas & Julián Matta

    Residência: De Liceiras 18

    agosto – setembro 2021

    Neste projeto de residência, os artistas Val Vargas & Julián Matta exploram as práticas individuais de escultura em pequeno formato, propondo um conjunto de ações que pretendem aprofundar o diálogo com o espaço psicogeográfico urbano da cidade do Porto.

    Natural da Argentina, a artista Val Vargas tem explorado as áreas da ilustração, cerâmica, vídeo art, instalação e joalharia. Julián Matta, por sua vez, tem-se dedicado à produção e investigação nos campos da pintura, vídeo art e instalação. Desde 2016, têm trabalho enquanto dupla artística, desenvolvendo diferentes intervenções, instalações e ensaios poéticos em diferentes territórios geográficos e culturais.
    Imagem: Val Vargas & Julián Matta, "SOLILOQUIO, la ruina", Curadoria: M. S. Dansey, Centro Cultural San Martín (Buenos Aires), Dez 2017 - Mar 2018
  • Luís Damião

    Luís Damião

    Residência: Instituto

    agosto – setembro 2021

    A residência visa dar continuidade ao trabalho de Luís Damião, que explorando técnicas de manipulação e impressão de imagem, criará novos trabalhos a partir do vasto espólio fotográfico do seu pai, o fotojornalista Paulino Damião. A residência será acompanhada por uma série de atividades com o público (conversas, tutorias, oficinas).

    Luís Damião é um artista visual angolano que trabalha com fotografia e instalação. O seu trabalho exprime uma forte componente experimental e de investigação, e explora meios de produção não convencionais.
    Imagem: Luís Damião, "Série A Chipala do Wi - Mascaras, o poder da tradição #3", Transfer sobre papel, 70x50cm, 2019
  • Artur Lescher

    Artur Lescher

    Residência: Kubikgallery

    setembro – novembro de 2021

    Surgindo no seguimento da participação de Artur Lescher na Pinacoteca do Estado de São Paulo, este projeto de residência tem como objetivo o desenvolvimento de um trabalho pensado para o espaço da galeria, tendo por base o trabalho do escultor, que resulta de uma pesquisa em torno da articulação de materiais, pensamentos e formas.

    Com uma carreira de escultor com mais de três décadas, o artista brasileiro Artur Lescher tem exposto em diferentes instituições artísticas e culturais de renome na América Latina, Europa e Estados Unidos. Através de diferentes materiais (metal, pedra, madeira, feltro, sais, latão e cobre), o seu trabalho incide num diálogo particular, ininterrupto e preciso, com o espaço arquitetónico em que se insere.
     Créditos Fotográfios: Ruy Teixeira
  • Ophelia Jiadai Huang

    Ophelia Jiadai Huang

    Residência: mala voadora

    outubro – dezembro 2021

    Nesta residência, a artista Ophelia Jiadai Huang trabalhará em duas frentes, colaborando com o projeto Blood Stories da mala voadora e desenvolvendo dois projetos de sua autoria em torno da exploração dos contornos performativos do ato de discursar – “Galaxy Talk” –, e do silêncio enquanto componente da linguagem – “Zen project”.

    Ophelia Jiadai Huang vive na China e é dramaturga e performer. O seu trabalho foi apresentado em diferentes festivais, tais como Forest Fringe (Reino Unido) e Dadao Live Art Festival (Hong Kong), e em teatros e museus em todo o mundo. Atualmente, é Diretora do SDAC – Shanghai Dramatic Arts Center e Diretora de Programação do ACT Shanghai International Theatre Festival.
     
  • Alexandre Vloger e Ronald Duarte

    Alexandre Vloger e Ronald Duarte

    setembro – novembro 2021

    O projeto de residência Ateliê Encantado tem como princípio a criação de um laboratório que concentre a pesquisa de elementos encantados, reunidos sob a forma de um espaço de instalação que ative as propriedades mágicas de elementos colhidos e criados.
     

    Alexandre Vogler desenvolve desde 2000 trabalhos em contexto público e sistemas de comunicação, coletiva ou individualmente. A produção de Ronald Duarte como uma obra in situ é profundamente enraizada no seu contexto local e que, recorrendo à intervenção urbana como a sua estratégia de ação traz uma relação de continuidade simbólica com os espaços onde atua.
     
  • Pisitakun Kuantalaeng

    Pisitakun Kuantalaeng

    Residência: Rua do Sol

    setembro ­– outubro 2021

    Nesta residência, Pisitakun Kuantalaeng terá a oportunidade de desenvolver o seu trabalho, que vai da ação política, à arte performativa e instalação, através de uma perspetiva geográfica diferente, readaptando o modo de produção ao contexto da cultura.

    Artista taildandês sediado em Bangecoque, Pisitakun Kuantalaeng licenciou-se em Escultura no departamento de Belas Artes do King-Mongkut’s Institute of Technology. Pisitakun desenvolve um corpo de trabalho em torno das questões políticas e sociais emergentes no seu país, pretendendo abrir espaço crítico a partir da vivência do presente e da relação histórica dos acontecimentos.
     Créditos Fotográficos: Keith Jones
  • Ka Baird

    Ka Baird

    Residência: Sonoscopia

    junho – agosto 2021

    Ka Baird é uma das mais singulares vozes do panorama experimental atual, combinando a sua abordagem única a instrumentos seculares como a voz, o piano ou flauta com o processamento electrónico. Nas suas performances, a sua presença física espelha toda a sua música, contribuindo para uma leitura mais profunda de todo o seu trabalho e para a descodificação de vários elementos invisíveis. O projeto de residência junta-a a Angélica Salvi, harpista espanhola radicada no Porto, numa oportunidade única de junção de duas vozes com abordagens à música experimental similares, perspetivando-se uma mutação e transfiguração na descoberta de novos caminhos musicais e expressivos.



    Mais conhecida como uma das fundadoras e membro do projeto avant psych Spires That in The Sunset Rise, Ka Baird tem, desde a sua ida para Brooklyn (EUA), enveredado por diferentes direções a solo ou em colaboração.


     Créditos Fotográficos: Camilla Padgitt Coles

Seg, 26 Abr 2021

InResidence apoia dez novos projetos de residência artística em espaços culturais do Porto

ler mais

Sex, 23 Abr 2021

InResidence apoia dez novos projetos de residência artística em espaços culturais do Porto

ler mais
Últimos dias para a submissão de candidaturas aos Ateliers Municipais

Ter, 11 Ago 2020

Últimos dias para a submissão de candidaturas aos Ateliers Municipais

ler mais
Porto disponibiliza ateliers para artistas da cidade com rendas a partir de 50 euros

Ter, 14 Jul 2020

Porto disponibiliza ateliers para artistas da cidade com rendas a partir de 50 euros

ler mais
Ateliers Municipais com candidaturas abertas a partir do dia 20 de julho

Seg, 13 Jul 2020

Ateliers Municipais com candidaturas abertas a partir do dia 20 de julho

ler mais
Executivo quer avançar com os

Sáb, 4 Jul 2020

Executivo quer avançar com os "Ateliers Municipais" para artistas da cidade

ler mais
Programa InResidence atribui bolsas a oito projetos de residência artística

Qua, 22 Abr 2020

Programa InResidence atribui bolsas a oito projetos de residência artística

ler mais
Programa InResidence apoia seis novos projetos de residência artística

Ter, 23 Abr 2019

Programa InResidence apoia seis novos projetos de residência artística

ler mais
Nuno da Luz expõe na Escola das Artes resultado de residência artística

Seg, 4 Mar 2019

Nuno da Luz expõe na Escola das Artes resultado de residência artística

ler mais
Últimos dias para ver a instalação cinemática de Marta Alvim no MIRA Forum

Qui, 11 Out 2018

Últimos dias para ver a instalação cinemática de Marta Alvim no MIRA Forum

ler mais
Artista turco Volkan Diyaroglu despede-se em conversa com o público

Sex, 21 Set 2018

Artista turco Volkan Diyaroglu despede-se em conversa com o público

ler mais
Duo Mont de Dutor prepara projetos em residência artística na mala voadora

Dom, 2 Set 2018

Duo Mont de Dutor prepara projetos em residência artística na mala voadora

ler mais
Maus Hábitos inaugura exposição do artista turco Volkan Diyaroglu

Seg, 27 Ago 2018

Maus Hábitos inaugura exposição do artista turco Volkan Diyaroglu

ler mais
PLÁKA já está online e lança cursos sobre a prática artística contemporânea

Sáb, 28 Jul 2018

PLÁKA já está online e lança cursos sobre a prática artística contemporânea

ler mais
InResidence atribui 6 novas bolsas de apoio a projetos de residência artística

Qui, 5 Jul 2018

InResidence atribui 6 novas bolsas de apoio a projetos de residência artística

ler mais
Magia negra inspira criação artística LOA que junta corpo com música e vídeo

Qua, 3 Jan 2018

Magia negra inspira criação artística LOA que junta corpo com música e vídeo

ler mais
Sonoscopia apresenta residência de Z'EV

Qui, 30 Nov 2017

Sonoscopia apresenta residência de Z'EV

ler mais
Câmara aprova bolsas de apoio no âmbito do programa InResidence Porto para criação artística

Qua, 28 Jun 2017

Câmara aprova bolsas de apoio no âmbito do programa InResidence Porto para criação artística

ler mais
Câmara chama artistas a viver no Porto através de filme de André Tentúgal

Qua, 22 Fev 2017

Câmara chama artistas a viver no Porto através de filme de André Tentúgal

ler mais
Câmara do Porto lança plataforma 'In Residence' para promover artistas (in Porto Canal)

Qua, 27 Jul 2016

Câmara do Porto lança plataforma 'In Residence' para promover artistas (in Porto Canal)

ler mais
Câmara lança plataforma de residências artísticas em vários espaços da cidade

Ter, 26 Jul 2016

Câmara lança plataforma de residências artísticas em vários espaços da cidade

ler mais